“Meu currículo é branco, eu não.”

     Após anos sendo erroneamente apontado como branco, por ter uma pele um pouco mais clarinha, você começa a ver as coisas mais negramente. Todos me apontavam branco, quando era conveniente, mas eu era negro, quando em 2011 tentei procurar emprego com apenas ensino médio, quando por dois anos continuei procurando emprego e ninguém me sequer me ligava para ser entrevistado, quando na faculdade com bom currículo e bom portfolio, eu ainda procurava trabalho, e não havia sinal de nada a vista. Aí eu percebi.

Meu empoderamento veio tardío, pois minha família preferia um filho negro que acredita ser branco, portanto demorei a me atentar aos detalhes.

     VOCÊ É PRETO, E VIADO. Nunca me foi dito isso cara-a-cara, pois a sociedade gostar de manter as aparências, gostar de manter tudo cool e sobre controle, o problema se encontra no dia em que mentes revolucionarias nascem e resolvem que não vão aceitar migalhas. Recapitulando, eu sou um homem negro, viado – homossexual, pros que preferirem, no entanto meu currículo era branco, Estudante de Federal, trabalhador, inteligente, bom com as ferramentas de trabalho, talentoso; usa trança braids box, puts… É afeminado, puts… Não é discreto, puts… É preto, puta-que… Faz piada suja, vish…

Meu currículo é branco, eu não.

     Passei a vida inteira vendo homens falando da minha sexualidade, rindo da minha sexualidade, fazendo piada, “hahaha você tem um gato né”. Eles podem, é divertido, eu não, é constrangedor, elem podem rir e me chamar da merda que quiserem, mas se eu fizer o mesmo, é ruim, mal, “eu não me dou o respeito.”. Emboa eu tenha 23 anos eu me sinto como a Madonna, vendo todos sendo aplaudidos, enquanto os mesmos que me aplaudem me chamam de demônio, o do contra. Quando na verdade sou apenas mais uma bixa preta que luta pra abrir seu espaço e dizer, não quero ser objetificada, quero ser amada, não quero ser a bixinha fogosa, que você jura que eu sou, quero ser uma pessoa grandiosa, pois eu sou inteligente, bonito, ótimo com as ferramentas de trabalho.

O que me falta então? Ser branco?

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s