“Meu currículo é branco, eu não.”

     Após anos sendo erroneamente apontado como branco, por ter uma pele um pouco mais clarinha, você começa a ver as coisas mais negramente. Todos me apontavam branco, quando era conveniente, mas eu era negro, quando em 2011 tentei procurar emprego com apenas ensino médio, quando por dois anos continuei procurando emprego e ninguém me sequer me ligava para ser entrevistado, quando na faculdade com bom currículo e bom portfolio, eu ainda procurava trabalho, e não havia sinal de nada a vista. Aí eu percebi.

Meu empoderamento veio tardío, pois minha família preferia um filho negro que acredita ser branco, portanto demorei a me atentar aos detalhes.

Continue reading